sexta-feira, março 10, 2006

CALDEIRADA DE PEIXE














É por excelencia o prato tipico dos pescadores.No regresso da faina,ainda a navegar,o homem"escalado"nesse dia para a tarefa de "caldeirar"é o encarregado de preparar o almoço(toca a todos o papel de cozinheiro).Tive a felicidade de por várias vezes,ter sido convidado a participar de algumas caldeiradas a bordo.E é incomparávelmente superior,o sublime prazer de degustar uma caldeirada no calmo e doce embalo,de uma traineira.Não tanto pelos cuidados postos na sua confecção,mas principalmente pela extraordinária frescura do peixe.É no fundo esta,a principal condição para o sucesso deste prato.
Existem peixes que pelas suas caracteristicas,são indicados para esta preparação:Raia,Tamboril,Pata-roxa,cação,tremelga,Safio(este é bom,da cabeça até sensivelmente ao meio,daí até ao rabo não vale a pena aproveitar porque tem demasiadas espinhas).etc.A confecção é muito simples:Salpique as postas de peixe com sal.Num tacho ponha em camadas:cebola em rodelas,batatas em rodelas finas,peixe(primeiro as postas mais resistentes,que levam mais tempo a cozer),tomate,louro,alho,pimenta,pimento,depois novamente cebola,batata,peixe,tomate,etc,etc,até esgotar todos os ingredientes,sal,piri-piri,um pouco de vinho branco e,(ou)cerveja,azeite,algumas sardinhas no topo(dão bom sabor) e põe ao lume,não necessita água.Quando as batatas estão cozidas apaga o lume e:"O COMER ESTÁ NA MESA".E não esqueça!nada de temperos exagerados e desnecessários,é na simplicidade e na frescura dos elementos que reside o segredo do êxito das preparações culinárias.
Ah!já me esquecia!nunca mexam a caldeirada,pegam nas asas do tacho e imprimem-lhe pequenos movimentos de rotativos para que o cozinhado não se cole ao fundo.Há zonas onde põem conchas de bivalves no fundo para evitar que se pegue.Enfim...cada terra com seu uso.

12 comentários:

valentina disse...

No norte do Brasil se come muita caldeirada.Herança da cultura portuguesa. Que delícia olhar os teus ingredientes.Bom apetite!

Bífido disse...

Aiii patrom... só tenho pena é de ficar com agua na boca em vez de um belo vinho cheio de espirito...

Floppy disse...

Também já tive a sorte de comer a bordo de embarcações de pesca e é mesmo qualquer coisa de sensacional :) No meu caso, comíamos era uma sopa de peixe feita com água do mar e que era feito de regresso a terra... o cheirinho despertava todos os sentidos... e quando chegavamos, comíamos no Porto de Olhão com pão e colher hummmmmmm que saudades...

Inha disse...

Delicioso, Kuka.
E as fotos dos teus cozinhados dão água na boca... MMMMMMMMMM

Um dia destes não queres preparar um bacalhau com natas?;)

Inha disse...

Com ameijoas no fundo fica d-e-l-i-c-i-o-s-o!:D

kuka disse...

È verdade Floppy.Caldeiro no centro e a companha em volta,e quando era peixe cozido é:navalha e dedo polegar que funciona para levar a comida à boca.E era com água do mar,sim.
Que saudades...
Inha,quando fizer bacalhau com natas vou-te dedicar.

kuka disse...

Tens razão inha,mas gosto muito mais delas abertas á Bulhão Pato,depois a seguir a caldeirada,ameijoas são mal empregadas para cozer assim tanto tempo.Embora transmitam sabor á caldeirada ficam elas próprias sem sabor.

Inha disse...

Fixe! Gracias!:)

Elvira disse...

Ai, que eu gosto tanto desta comidinha, Kuka!

Mónica disse...

ó Kuka...

e para quando teremos essa receita de amêijoas aqui no blog?

Ficarei atenta... ;-)

joaquim disse...

joaquim Belgica vamos là a caldeirada dizem que vem do Algarve pode ser mas a caldeirada Alentejana é da ponta da orelha podem crer para mim tudo o que é com peixe é bom a receita podem ler nas paginas Alentejanas saudades

Anónimo disse...

sim tambem faço assim tem mesmo bom aspeto