sábado, setembro 23, 2006

LULAS CHEIAS



Existem variadas formas de as confeccionar. Até mesmo aqui, no Algarve. Os "serrenhos" fazem-nas de um modo diferente do pessoal da beira-mar. E mesmo estes, não têm todos o mesmo modo de as rechear! As do Barlavento não são como as do Sotavento, e até o próprio nome difere. Se nalgumas zonas lhes chamam lulas recheadas, noutras (como a minha) são lulas cheias. Mas numa coisa não há diferenças, seja na serra, na praia, no barlavento ou onde quer que as façam, o que não há dúvida é que este é um pitéu de se lhe tirar o chapéu.
Se tiver possibilidades de comprar lulas frescas, tanto melhor, mas, se fizer com as congeladas também é bom.
Lulas de tamanho médio são as ideais para este prato.



Amanhe as lulas com muito cuidado para não rebentar o saco da tinta (ferrado). Se forem congeladas deitam pouca ou nenhuma tinta. Retire a pele rosada que envolve o corpo da lula e separe as aletas. Retire as vísceras, assim como os olhos e a boca. Volte o saco das lulas do avesso, com cuidadinho para que não rasguem. Se isso acontecer, pode sempre reparar o saco cosendo-o com uma agulha e linha, ou fechando o rasgão com um palito.
Pique com uma faca (a minha mãe fá-lo com uma tesoura), os tentáculos e as aletas.



Pique, cebola, alho, chouriço e presunto ou toucinho fumado (bacon). Deixe refogar em azeite. Pique pimento e junte também, assim como o picado das lulas. Deixe mais um pouco e misture tomate picado, azeitonas descaroçadas e também picadas. Sal, pimenta, piripiri e arroz (não utilize muito arroz, apenas uma quantidade que se torne quase imperceptível na boca). Mexa o arroz para envolver bem no preparado, retire do lume e encha o saco das lulas. Se os sacos estiverem voltados (a parte que estava no interior da lula está agora para o exterior), não necessita fechar com palitos.

Não encha demasiado. Além das lulas encolherem, também o arroz vai dilatar. Uma maneira de dividir o preparado pelas lulas todas é o seguinte: Se tem por exemplo, 12 lulas, divida o recheio em 4 partes e encha com cada uma dessas partes 3 lulas. Assim, torna-se mais fácil ir controlando as quantidades, e no final não sobra nem falta recheio.

Refogue mais cebola picada, alho, um pedaço de pimento, tomate, louro, sal, pimenta, um raminho de salsa e um pouco de vinho branco. Mergulhe as lulas, com cuidado para que o recheio não saia, uma vez que o saco foi voltado, vai contrair e fechar em contacto com o líquido quente, evitando assim a saída do recheio. Este só sairá se for demasiado para o tamanho da lula, evitando que esta rebente, o que aconteceria se esta estivesse totalmente fechada.

Posted by Picasa

Deixe cozer mais ou menos 45 minutos. (Se forem congeladas demoram menos tempo). Se secarem muito, vá acrescentando o molho com água quente. Apenas no final se deixa apurar o molho, com muito cuidado para não deixar queimar. Pode acompanhar com batatas fritas, ou cozidas, ou puré de batata. Pode aproveitar parte do molho com bocadinhos do recheio, que durante a cozedura se soltaram das lulas, e fazer um óptimo arroz. Para acompanhamento das mesmas, ou até para uma posterior refeição. A vida está difícil e há que aproveitar o máximo possível.

27 comentários:

Tareca disse...

Que agradável surpresa.
Hoje qd fui à praça comprei lulas. Pra fazer lulas cheias. Parece que adivinhaste. Adoro! Então se forem feitas pela mami ...
São um nadica diferentes das tuas. O recheio é crú.
Vou fazer amanhã.

kuka disse...

Então? isso é preguiça? e o blog?
O recheio em crú é muito bom também. É como eu costumo dizer: "cada um desce a escada como quer"ou gosta.

kuka disse...

E sabes o que estive a fazer para o meu almoço de amanhã e vou postar um dia destes? Vou enviar-te uma foto. Mesmo que não gostes do rancho, pelo menos vai trazer-te recordações.

Karen disse...

Ai, que delícia! Suas receitas de peixes e frutos do mar são maravilhosas!

Santa Cita disse...

Nham! Nham!

K471 disse...

Viva, para quando comida japonesa?
Já agora aos interessados, venham dar uma ajuda a este fórum criado por mim, mas que ainda está bem verdinho...
http://forumsushisashimi.activebb.net/

Obrigada!

Sandra J. disse...

Olá, Kuka!
Adoro lulas recheadas (foi assim que aprendi) e de vez em quando faço mas dá um bocadinho de trabalho. Ah, também lhe ponho o recheio em cru.
Beijinhos

Mónica disse...

são as minhas preferidas, não gosto do recheio com carne picada, farinheira, pimentos, etc...

e grelhadas, Mestre? hummmmm... só recheadas com as aletas, os tentáculos e pedacinhos de chouriço e brasa com elas!

que delicia! Já almoçava, ai se almoçava...

o avental disse...

Tinha deixado um comentário sobre a cataplana, mas voou-me dos dedos, é o termo.

Fica o das lulas, que aí me ensinaram a fazer com recheio de arroz.

De passagem pelo assunto, quero dizer que as melhores lulas grelhadas que comi na minha vida foi em Albufeira. Tinham um finíssimo sabor a mar, pareciam por esvaziar, mas não tinham tinta. Como será que fizeram isso? Nunca mais comi lulas nem sequer parecidas, melhor, a quilómetros dessas únicas. Será que as lulas aí são como a amêijoa preta, de tão boas eram?

Amélia disse...

Que delicia...
Para além das fotos, hoje gostei muito da forma como descreveste!
Gostei de tudo portanto.
Aqui também se "pedem" lulas cheias.
Bjinho

eu mesma! disse...

Obrigada pela dica de virar o saco do avesso para não precisar de pôr palito, não sabia!
Essas recheadas com os tentaculos são das que mais gosto.

O Chaparro disse...

é bem bom.
ja agora quanto tempo é que leva a tal cataplana?
como se sabe se já está pronta?

kuka disse...

Obrigado karen. As suas receitas também são deliciosas.

Oi Sta Cita! Como vai? Vamos a andar com o blog.

k471- Vou espreitar isso.

Sandra- SWem trabalho não se consegue nada.bjito.

Lulas são boas de qualquer maneira, Mónica. Nem sequer têm espinhas.

Não sei Avental. Talvez tenham sido préviamente congeladas. E aí a tinta vai-se.

Obrigado Amélia.

Chaparro- A cataplana está pronta quando as ameijoas abrirem. As ameijoas quando abrem é para serem comidas! É. É como isso que estás a pensar. Depois de abertas começam a mirrar e a ficar duras. Se não queres abrir a cataplana para ver se já estão abertas,~Tocas com a mão em cima da cataplana. Quando sentires que está quente as ameijoas estão prontas. Com prática consegues isso. Até lá, vais abrindo a cataplana até que vejas as conchas abertas.

Rui Pedro disse...

Pois era, lulas recheadas. E ontem que jantei umas pobres sardinhas assadas sem sal, com umas batatas cozidas cheias de diuturnidades e umas coisas que pretendiam ser salada, algures em Lagos.

Mel disse...

mnham, mnham :0)

Tareca disse...

Eu vi umas migas, ou ... alucinei???

Pois é ruipedro, o problema acho que esteve no "algures"

kuka disse...

Migas! Adonde?

Orchidea disse...

Que buenos... Yo he hecho una receta con "calamari" en mi blog (19 septiembre), me gustan muchisimo!
Ciao.

Anónimo disse...

Beijinho Mestre. Delícia essas lulas.

emn***

Didas disse...

Boa! Vou experimentar esta!

Baby disse...

Como gosto de lulas cheias! Pena que dão um certo trabalhinho a confeccionar, mas o que é que se consegue sem trabalho?
Como gostava um dia de provar os tsus cozinhados!
Bjo,
baby

O Chaparro disse...

bom fim d semana, mestre kuka

2pintas disse...

ai mas que prato tão delícioso!...já almoçava outra vez acompanhando com uma batatinha frita!:)
:**********************************

pexeseco disse...

Bom Dia chefe Kuka!
cá na minha terrinha tambem se chamam Lulas cheias...
Coisa boa! bem feitinhas e com um Branquinho "Lagoa" ai...ai
abracos kamarada!

Cissa disse...

Adoro!!!! Ou não fosse eu uma algarvia de gema!!

Já almoçava!!!

Sandra disse...

Olá!! Adoro lulas recheadas, dão uma trabalheira a fazer, mas depois até me lambuzo toda...
Vou passar a visitar-te, também adoro cozinhar, no meu blog tb ponho lá umas receitas todas as semanas...Parabéns!
Sandra

Ana Paula disse...

:-) olá...segui teus conselhos e volta menos volta venho ao teu blogue espreitar as tuas recitas e dicas .
Merci . Beijo