sábado, novembro 11, 2006

ARROZ DE TAMBORIL

É um peixe de aspecto um pouco repulsivo. Num passado muito recente, era desprezado e apenas os pescadores o aproveitavam como alimento. Hoje, a procura, fez com que este cabeçudo atingisse preços elevados. De pele lisa e viscosa, cabeça gigantesca em relação ao resto do corpo, por isso (como diz o "Chico do peixe") "desluzido". Mas a sua carne é fina, firme, sem espinhas, e de riquíssimo sabor.
É, além de tudo isto, extremamente magra, tornando-se por isso um alimento ideal para quem não quer, ou não pode, ingerir gorduras.

Peça ao peixeiro que retire a pele e separe a cabeça do tronco. Atenção ao fígado do bicharoco. Há vendedores que são muito "distraídos" e "esquecem-se" que o fígado também é comestível (para algumas pessoas é a melhor parte) e ficam com ele.

Corte o dito-cujo em pedaços e tempere com sal. Coza a cabeça, durante sete ou oito minutos, em água e sal. Retire do tacho e aproveite toda a carne que puder separar da cabeça. Reserve os bocados de polpa, reponha as espinhas novamente no tacho e, deixe ferver durante algum tempo afim de enriquecer o caldo (fumet) com o sabor do peixe.
Posted by PicasaAgora é o costume:

Cebola, aipo e alho picados, (pode juntar também, alho-porro, picado) refogados em azeite, o arroz(nestes pratos prefiro carolino), um pouco de tomate (se gostar), o caldo das espinhas do tamboril (coado, pois claro), os pedaços do lombo do peixe que não devem cozer muito tempo, para que não fiquem duros e "emborrachados". Não deixe secar o arroz e vá juntando água quente, para que fique "malandrinho". Quando o arroz estiver quase cozido, junte os bocadinhos de peixe que retirou da cabeça, rectifique o sal, piripiri, se gostar de camarões, meta-os também lá para dentro que não faz mal. Finalmente, antes de comer, espete-lhe com uma mão-cheia de coentros picados e...Força, atire-se a ele!

30 comentários:

Tareca disse...

Que comidinha deliciosa!
Adoro arroz de tamboril.
Já experimentaste juntar ameijos em vez de camarão? (eu e as ameijoas, que coisa!). Também fica muito bem.

Santa Cita disse...

É isso! Quando se chamava charroco ninguem ligava ao bicharoco e quando um gajo ia ao mercado de Pedrogão e pedia um os passantes até me faziam caras feias. Agora? Vai lá vai e não leves a carteira!

Vanda disse...

Parece-me uma excelente sugestão, para não variar. Bom fim de semana.

Pluma(princesavirtual) disse...

Também adoro este arrozito... Chefe estou de volta ;)

Para sua informação...clika no meu nick

Beijosss

Pluma(princesavirtual) disse...

ups o link estava errado, clika agora ;)

Elvira disse...

Sou uma fã deste prato, que por acaso nunca fiz. Obrigada pela receita, Kuka! :-)

diogo disse...

santa cita, charroco é primo pobre e pequeno do tamboril.
como curiosidade , a partir de hoje acabámos com a nossa cota de pescada e tamboril; portanto o que aparecer por aí ou é importado de nuestros hermanos ou saíu pela porta dos fundos.
saudades que eu tenho das minhas tamboriladas ...

Santa Cita disse...

Obrigado, Diogo.

Estamos sempre a aprender!

homoclinica disse...

Eu já tenho feito um prato com este nome... mas não tão profissional. Uso tamboril congelado (muito mais fácil de comprar e guardar) e adiciono ao arroz umas especiarias já misturadas para arroz e para peixe. No fim os indispensáveis coentros, claro. Este deve ficar muito melhor! Vou experimentar.

june disse...

Arroz de tamboril! Uma delícia!
O tamboril é um peixe muito saboroso. Comia-o, quando ainda não era moda, na caldeirada, feita pelo meu pai.
Belos tempos!...
Bjs.

kuka disse...

Tareca, claro que já juntei ameijoas Só que na minha ria são um bocadinho pró carote.

Pois é Santa Cita, charroco é outra coisa. Peixe muito bom.

Obrigado Vanda.

Eu sabia que a Princesa não podia ficar muito tempo longe disto.

Elvira! nem acredito que nunca...

Pois é Diogo. Estamos cada vez mais, dependentes de nuestros hermanos.

Homoclinica, nos hipermercados também há tamboril fresco, basta pedires para o prepararem para ser congelado. Se for fresco e de boa qualidade, não precisa de especiarias.

É verdade June. Antes de ser moda, como dizes. Era muito acessivel. Recordo-me de comer caldeiradas só de tamboril.

Ludinais disse...

Nham! Nham! Que prazer de boa e verdadeira mesa! Os peixes então que vão bem de tantas maneiras! Para mim ( e para a outra "miúda" cá de casa), os arrozes de peixe têm que ser "caldosos" e quanto mais "entomatados" melhor! Já o homem da casa, prefere-os com menos molhanga! Bom, mas é um gosto ver aqui tantas receitas de comer e chorar por mais. Que saudades do "mê Legos e do mê pêxe"! Aqui é mais Migas de Espargos com carne de alguidar que na verdade também são uma delícia! Vou voltar (muito) mais vezes. (A culpa foi da Tareca. Obrigada Tareca).
Beijinhos do Alentejo para o Algarve. A propósito, qual é o seu? O do barlavento ou o outro?:-))

O Chaparro disse...

arroz nunca comi, gor com massinha...é muito bom.

boa idéia par eu fazer

Paula disse...

É um dos meus pratos predilectos! E que aspecto delicioso tem este arrozinho....

kuka disse...

Ludinais, o meu é o Algarve do Barlavento.

Anónimo disse...

Que delícia Kuka. E como é que um peixe magro (eu não sabia disto) é tão saboroso? É espantoso!
Bjo

Sandra J. disse...

Adoro arroz de tamboril!
Mas em Macau não há tamboril fresco, apnas aquele congelado aos cubos da Gelpeixe ou algo do género e não é a mesma coisa!
Eu para o ano vou-te fazer uma visita, ai vou, vou!
E quero arroz de tamboril e figos frescos, ok? LOL
Bjs

Anónimo disse...

Parece delicioso... voi a provarlo.
Ciao.

A Taste in Heaven disse...

Parabéns. Adorei visitar seu blog!! Excelentes dicas e receitas apetitosas. Voltarei sempre para ver as novidades.

Vivianne

o avental disse...

Ora aí está um arroz como deve ser! Até na escolha do tipo de grão de arroz (que temos por cá), bem como a lembrança do fumet, sabedoria só de mestres.

homoclinica disse...

E por acaso haverá algum sítio onde se possa comer este belo arroz? Eu vou a Lagos (aliás, nasci lá) mas com a praia e o calor não me sobra muito tempo para procurar um bom restaurante... de modo que essa indicação me seria muito útil! :)

Baby disse...

È um manjar dos deuses,este arroz de tamboril, a provar, por outras palavras, que quem vê caras, não vê corações...
Bfds, Mestre Kuka.

Daniela Mann disse...

É tão bom!

valentina disse...

Kuka, este é o que em ingles se chama monkfish? Este arroz parece ser delicioso.

kuka disse...

É isso mesmo Valentina.

The Maharani disse...

Kuka,

vi seu recadinho no meu bloguinho sobre uar limão no salmão. É só uma preferência na hora de preparar o peixe ou tem algum truque especial?

Bjs

Raquel

turbolenta disse...

É mesmo um prato muito saboroso.Adoro-o.
só que,geralmente. compro-o congelado.Talvez nem seja tão saboroso..mas o congelado já vem todo limpinho...
Será pior que o fresco??

kuka disse...

Claro que não é tão saboroso como o fresco. Além disso não tens a cabeça e as espinhas para fazer o caldo. Se comprares fresco também o limpam.

Teresa disse...

Já me estava a irritar, vi dezenas de receitas de arroz de tamboril e se todas falavam em caldos de peixe e afins nem uma única se referia ao fígado do bicho.
Eu sabia que tu não me ias desiludir, quem sabe sabe...

Unknown disse...

entao e o figado?